Record é condenada por não dar crédito a ‘Deus’ em novela

Em uma decisão recente, a Justiça paulista determinou que a Rede Record pague uma multa compensatória de R$ 1.000 ao ator, locutor e dublador Cesar Willian. Segundo informações na imprensa a emissora não creditou o nome de Willian como a voz de Deus na novela “A Terra Prometida”, que está sendo reexibida pela quinta vez.

No processo movido contra a emissora, o dublador de 57 anos alegou que o contrato de trabalho assinado com a Record previa o devido crédito. Segundo ele, “é através da identificação do nome do dublador nos créditos da obra que o público tem conhecimento da paternidade da dublagem”. Willian reclamou à Justiça que seu nome não foi mencionado.

A Record se defendeu afirmando que Willian não manifestou descontentamento quando a novela foi exibida pela primeira vez. Além disso, a emissora argumentou que os créditos finais são destinados aos principais integrantes do elenco de atores e atrizes, e que a participação de Willian era coadjuvante.

O contrato entre as partes previa a inclusão do crédito apenas nas cópias do registro da obra audiovisual, não ao final dos capítulos. No entanto, Willian, que possuí pós-graduação em interpretação bíblica, respondeu que sua participação não foi ínfima. Ele destacou que “A Terra Prometida” trata de uma das mais famosas passagens da Bíblia e que ele dublou o participante mais importante da novela: “Deus”.

Ao condenar a Record, o juiz Filipe Tavares afirmou que cabia à emissora exibir o nome do autor do processo nos créditos, “conforme combinado entre as partes” no contrato. O valor da multa ainda será acrescido de juros e correção monetária.

Artigo original licensiado da plataforma cultural colaborativa Ambrosia. Participe, publique e ganhe pelo seu conteúdo com nosso modelo de premiação exclusivo!

Add a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *