E a suposta aposentadoria de Paul McCartney?

Ex-Beatle se apresentou no Rio sem tocar no assunto

Paul McCartney fez uma série de shows no Brasil se apresentando em cinco capitais. A turnê Got Back, que teve uma data em Brasília, duas em Belo Horizonte, três em São Paulo, uma em Curitiba e uma no Rio de Janeiro parecia ser mais uma de rotina do incansável ex-Beatle.

Mesmo esbanjando vitalidade aos 81 anos, houve quem temesse que essa fosse a última vez do eterno garoto de Liverpool no Brasil. Ou a despedida definitiva dos palcos. Quando bandas e artistas veteranos excursionam, invariavelmente surgem os “fortes rumores” de que será a última vez. Quantas vezes não foi dito nos anos 90 e 2000 que determinada tour dos Rolling Stones seria a última? E eles estão aí até agora, oitentões, divulgando novo disco e anunciando datas nos Estados Unidos (provavelmente em breve receberemos a notícia de mais uma vinda ao Brasil).

Todavia, os boatos de que Paul encerraria sua carreira no show do último sábado (16) Rio chegaram com tanta voracidade que até o mais cético dos beatlemaníacos trabalhou com a hipótese. O inglês teria escolhido a Cidade Maravilhosa para anunciar sua despedida dos palcos por ter sido o local onde, em 1990, quebrou o recorde de público pagante para um show de um único artista (185 mil pessoas). Houve também a especulação que para esse momento supostamente especial, Ringo Starr, ex-baterista dos Beatles, viria ao Brasil e juntos executariam a faixa ‘Now and Then’, música do quarteto de Liverpool lançada esse ano a partir de uma gravação de John Lennon, finalizada com a ajuda de Inteligência Artificial.

O que fundamentava os boatos era a vinda das filhas do astro, Mary e Stella. Fãs acreditavam que elas só viriam para tão longe para uma ocasião muito especial. A transmissão por streaming via Disney+ e Star+ foi apontada como um indicador, tudo isso somado ao fato de ainda não constar agenda de shows para 2024 no site oficial.

Mas tudo correu na normalidade das apresentações anteriores da turnê. Paul fez um show com mais de 2h30, para 66 mil pessoas que lotaram o Maracanã, em um repertório que alternou músicas dos Beatles com a fase Wings e a carreira solo. Brincando com o público, usou expressões em português (e carioquês) como “Coé, cariocas”, “Bora, galera”, “O pai tá on”, e até puxou um coro de “A ha, u hu, o Maraca é nosso”. A plateia também deu seu show em ‘Obla Di Obla Da’, segurando balões coloridos sobre a luz dos celulares, colorindo o estádio, e na música ‘Hey Jude’, levantando cartazes onde se lia “NA NA” (como na letra “na na na, Hey Jude”).

Se não teve Ringo, o Beatle que fez participação especial foi… John Lennon. Trata-se do dueto virtual na faixa ‘I’ve Got a Feeling’, possível graças ao trabalho de Peter Jackson que restaurou o show do telhado para o documentário do Disney+ “Get Back”. Daí, o vídeo em 4K com a voz isolada de John em alta definição acompanha Paul e a banda de apoio.

Por fim, o artista além de não mencionar o fim de suas atividades, prometeu voltar, desmantelando o boato que chegou a correr até na grande mídia. O fato serve para, de uma vez por todas, os fãs entenderem que quando um artista pretende se aposentar, ele próprio avisa, como fizeram Elton John e Kiss. No caso de Paul McCartney, ainda não foi dessa vez.

Abaixo, o que foi executado no derradeiro show da turnê Got Back.

Can’t Buy Me Love

Juniors Farm

Letting Go

She’s A Woman

Got To Get You Into My Life

Come On To Me

Let Me Roll It

Getting Better

Let Em In

My Valentine

1985

Maybe I’m Amazed

I’ve Just Seen A Face

In Spite Of All The Danger

Love Me Do

Dance Tonight

Blackbird

Here Today

New

Lady Madonna

Jet

Being For the Benefit Mr Kite

Something

Obla Di Obla Da

Band on the Run

Get Back

Let It Be

Live and Let Die

Hey Jude

Bis:

I’ve Got A Feeling

Birthday

Sgt Pepper (reprise)/Helter Skelter

Golden Slumbers/Carry That Weight/The End

Add a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *