Diretor de fotografia indicado ao Oscar esnoba premiação

O reconhecimento da Academia de Cinema dos EUA não parece importar muito para o diretor de fotografia Robbie Ryan, que esnobou o Oscar com a declaração: “O fato de Pobres Criaturas ter ganhado o Leão de Ouro em Veneza… esse é o principal prêmio, para mim. É ladeira abaixo a partir daí”.

“Infelizmente é uma questão política, porque [a indicação] depende de qual filme tem mais promoção”, analisou. “Olhando em retrospecto os filmes que são indicados todos os anos ao Oscar, provavelmente o único que eu penso que foi uma escolha pouco comum de Direção de Fotografia foi O Farol. Ele não foi indicado a mais nada, mas foi tão bem filmado que eles tiveram que indicá-lo por isso”.

“Esse é o único jeito de furar a bolha e ser escolhido pelo Oscar”, continuou. “Ironicamente, [O Farol] foi um filme bem-sucedido, então houve mais promoção. Ainda assim, eles não conseguiram outras indicações”.

Pobres Criaturas, novo filme de Yorgos Lanthimos, recebeu 11 indicações para o Oscar, entre elas para o trabalho de Ryan em Pobres Criaturas. O diretor de fotografia disputa a estatueta com Edward Lachman (O Conde), Rodrigo Prieto (Assassinos da Lua das Flores), Matthew Libatique (Maestro) e Hoyte van Hoytema (Oppenheimer).

Pobres Criaturas chega aos cinemas nesta quinta (2). A produção adapta o livro homônimo de Alasdair Gray, que narra a história da jovem Bella Baxter, trazida de volta à vida graças a um cientista e seus métodos controversos. Leia uma crítica do filme aqui na Ambrosia.

Com informações via Omelete

Add a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *